Cotidiano

Cunha vai de surpresa à CPI da Petrobras

EDUARDO CUNHA - CAMARANas notas enviadas anteriormente referentes às sub-relatorias da CPI da Petrobras, o partido do deputado Arnaldo Faria de Sá estava incorreto. O parlamentar pertence ao PTB, e não ao PP como informado. Segue o texto corrigido: No momento em que o presidente da CPI da Petrobras, Hugo Motta (PMDB-PB), anunciava a indicação da multinacional Kroll para investigar crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas, os membros da comissão foram surpreendidos com a chegada do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Cunha disse que foi à comissão em virtude das informações de que seu nome estaria na lista dos envolvidos na Operação Lava Jato. “Este parlamentar faz questão e está à disposição para prestar esclarecimentos à CPI”, disse o presidente, lembrando que sempre apoiou publicamente a criação da comissão. “CPI é o foro em que será debatido de verdade tudo o que está acontecendo”, reforçou. O presidente da Câmara entrou no plenário da comissão quando os ânimos estavam menos exaltados e Motta indicava a Kroll, uma das maiores empresas de auditoria e investigação mundial, que já atuou em casos como o processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor, para colaborar com a CPI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo