Política

Cunha prometeu “ferrar” com governo Temer em conversa por telefone com Geddel

Cunha se tornou ameaça ao governo de Michel Temer.

eduardo-cunha-e-geddelEm conversa por telefone com o ministro Geddel Vieira Lima, o ex-presidente da Câmara, o deputado federal cassado Eduardo Cunha (PMDB), prometeu “ferrar” com o governo do presidente Michel Temer se não fosse socorrido. Geddel disse que recebeu uma ligação de Eduardo Cunha pouco antes de o ex-presidente da Câmara ser preso, mas não falou com ele pois o telefonema acabou não se completando.
Entre caciques do PMDB e no Palácio do Planalto, no entanto, a história que corre é outra. Dizem que os dois se falaram e que Cunha prometeu f*** com o governo numa eventual delação caso não fosse socorrido. Até agora, Cunha está junto de seus advogados trabalhando numa defesa técnica e não lançou nenhuma carta que abrisse caminho para uma delação premiada.
Eduardo Cunha chamou o presidente Michel Temer (PMDB), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-ministro Henrique Alves (PMDB-RN), além de outras figuras públicas, como testemunhas de defesa no processo que responde no âmbito da Operação Lava Jato em Curitiba. A convocação das testemunhas é válida caso estes outros pedidos da defesa não sejam aceitos. Coluna Radar On-line da Veja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo