Saúde

Cuidados com a pele devem ser redobrados no inverno e período junino

Temperaturas baixas, fumaça e o uso excessivo da maquiagem são prejudiciais.

O inverno está chegando junto com o período junino e, para quem pensa que os cuidados com a pele podem ser deixados de lado devido às baixas temperaturas, é bom ficar atento: a estação pede atenção redobrada. Com o tempo frio e seco, a pele transpira menos e as pessoas tomam mais banhos quentes, diminuindo a produção do óleo natural da pele e favorecendo não apenas o ressecamento, mas também o surgimento de algumas doenças e irritações cutâneas. 

Foto: Crisna Pires

A dermatologista Andrea Botto, da clínica que leva o seu nome, localizada no Hospital da Bahia, destaca que idosos e crianças são os que mais sofrem com os efeitos do frio na pele. Como neste período as pessoas permanecem mais tempo em ambientes fechados e sem circulação de ar, o momento é favorável para aumentar a exposição da pele às bactérias, alergias respiratórias e doenças, entre elas, as dermatites seborreica e atópica, psoríase, herpes simples e a ictiose vulgar, que causam incômodo, coceira, descamação e devem ser monitoradas por um especialista.

Já que a ação do vento e o clima seco evaporam a água do corpo, manter a pele hidratada exige uma rotina de bons hábitos diários, que vão desde a ingestão de água à alimentação saudável, com muitas verduras e frutas para deixar a pele mais bonita. A aplicação e reaplicação do protetor solar, com fator de moderação específico para cada tipo de tez, não podem ser esquecidas, pois os raios ultravioletas continuam trazendo efeitos nocivos à pele mesmo em dias mais nublados. “Cada tipo de epiderme pede um cuidado diferente. Neste período, pelo menos uma vez ao dia, sempre após o banho, pessoas com peles normais e levemente ressecadas devem hidratar o corpo. Aquelas com maior tendência ao ressecamento devem aplicar os cremes de 2 a 3 vezes ao dia. A pele deve estar sempre limpa e a quantidade de creme deve ser adequada para não deixar a pele oleosa”, explica a médica.

A dermatologista pede atenção não apenas para a área do rosto: lábios, unhas, orelha, extremidades e cabelos também devem ser hidratados e protegidos. “Os banhos quentes e muito demorados devem ser evitados, pois contribuem para a diminuição do hidratante natural produzido pelo organismo para proteger a nossa pele. A partir do segundo banho do dia, caso não tenha realizado atividade física, o uso de sabonetes deve ser apenas nas áreas de dobras e pés”, orienta.

 

A pele no Inverno x festejos juninos

Outro fator prejudicial à pele é a excessiva exposição à fumaça de fogueiras no período do São João. A fumaça gera um processo inflamatório que resulta no entupimento de glândulas sebáceas, resultando em espinhas, cravos, desidratação, descamação e dermatite, além de causar danos à cutícula do cabelo.

É também na temporada festiva que as mulheres usam mais maquiagem. A escolha correta de cada produto é fundamental, priorizando a qualidade e a indicação do médico sobre os tipos de cosméticos e texturas para cada pele.  O uso excessivo desses produtos deve ser evitado para minimizar o surgimento de dermatites.

A Dra Andrea Botto alerta que a rotina de cuidados com a pele permanece em todas as estações do ano, iniciando com a limpeza, seguindo com a tonificação, hidratação e proteção solar. A maquiagem deve ser sempre retirada com demaquilantes específicos e, antes de dormir, a pele deve ser totalmente limpa. “É quando dormimos que a pele se recupera dos danos. Caso não haja uma rotina de limpeza e hidratação antes do descanso, esse processo de reparação não é eficiente”, destaca. 

 

 

Tratamentos estéticos

O inverno é a melhor época para iniciar os procedimentos estéticos dermatológicos. Peelings químicos, preenchimentos e aplicações para secar vasinhos podem ser realizados com segurança. Graças aos avanços da medicina, alguns equipamentos, como o laser Fotona, possibilitam o tratamento para tirar manchas de acne, rejuvenescer a pele e suavizar as estrias, rugas e linhas de expressão durante todo o ano.

Dicas especiais para o inverno:

  •  Beber pelo menos dois litros de água por dia;
  •  Evitar banhos quentes e muito demorados;
  • Evitar ensaboar-se demais e usar buchas, já que sabonetes e esfoliações eliminam o hidratante natural produzido pelo organismo para proteger o corpo;
  • Usar diariamente o protetor solar – específico para cada tipo de pele – mesmo em dias nublados (a aplicação deve ser feita meia hora antes de sair de casa e a reposição a cada duas ou três horas para evitar danos causados pelo sol, como o fotoenvelhecimento (manchas e rugas) e o surgimento do câncer de pele);
  • A proteção não deve ser exclusiva para a área do rosto: lábios, unhas, orelha, extremidades e cabelos também devem ser hidratados e protegidos;
  • O cuidado com os lábios deve ser redobrado. É importante usar hidratantes labiais para evitar rachaduras;
  • A rotina de cuidados com a pele permanece em todas as estações do ano, iniciando com a limpeza, seguindo com a tonificação, hidratação e proteção solar. A maquiagem deve ser sempre retirada com demaquilantes específicos e, antes de dormir, a pele deve ser totalmente limpa;
  • Usar o hidratante logo após o banho – ainda no banheiro – aproveitando o vaporzinho pós-banho, pois ajuda na penetração do creme;
  • Ao aplicar os cremes hidratantes no rosto, em casos de pele oleosa e com acne, evitar o tipo comum. É indicado utilizar os oil-free no rosto e no tórax;
  •  Manter uma alimentação saudável.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo