Cotidiano

Cresce o número de marcas de cachaça no Brasil

Atualmente, o Brasil tem 5.523 marcas de cachaça e aguardente disponíveis no mercado para comercialização, coleção e degustação pelos apreciadores e colecionadores de rótulos destes destilados. Em 2020, houve um salto no número de marcas registradas. A cachaça teve aumento de 18,5% na comparação com o ano anterior, e a aguardente expandiu 11,3%.

A publicação “A Cachaça no Brasil: Dados de registro de Cachaças e Aguardentes”, divulgada nesta terça-feira, 6, pelo Ministério da Agricultura (Mapa) apontou que, no último ano, o número de produtores de aguardente e cachaça no país aumentou 4,14%, quando comparado ao ano anterior, chegando a 1.131 estabelecimentos. 

“Tivemos uma recuperação notável em relação ao ano anterior, considerando que estamos atravessando uma pandemia e o consumo desse tipo de bebida é extremamente impactado pela falta de eventos sociais e festejos”, avalia o coordenador-geral de Vinhos e Bebidas do Mapa, Carlos Vitor Müller. 

A abrangência nacional aumentou no último ano, quando foram identificados registros no Mapa em 25 unidades da federação. Somente os Estados do Amapá e de Roraima não têm produtores de cachaça cadastrados.

Por outro lado, em Minas Gerais, Estado que lidera a lista, existem 1.908 registros. Na sequência estão: São Paulo (705), Rio de Janeiro (404), Espírito Santo (324) e Santa Catarina (248).

A região Sudeste é a que tem o maior porcentual de estabelecimentos certificados para produção de cachaça (68,7%), com um total de 656 produtores.

Revista Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo