BrasilCidadesGeral

Corrupção no Exército pagou festinha com prostitutas em motel, diz revista

A coluna Radar da revista “Veja” divulgou que um esquema de corrupção que envolveu um conluio entre oficiais do Exército e empresários em fraude de compra de alimentos para a caserna, ocorrido entre 2005 e 2006, começou a ser punido agora.  O esquema foi desvendado pela Operação Saúva, realizada pela Polícia Federal em 2006.

De acordo com a publicação, a Justiça Militar condenou recentemente 26 acusados sendo onze oficiais — dois coronéis, um tenente-coronel, um tenente, um subtenente, um major e cinco capitães –, oito militares de baixa patente e sete empresários da área de alimentos. As penas chegam a 16 anos.

Na sentença, o juiz Alexandre Quintas relata que a proximidade entre dois capitães e um empresário era tamanha que “este último contratou prostitutas e promoveu uma festa em um motel de Manaus para os referidos oficiais”. A sentença não traz dados atualizados sobre o montante movimentado. Em valores de 2005, os oficiais dividiram entre eles um total R$ 620 mil.

O esquema se repetiu no Comando Militar da Amazônia e na Diretoria de Suprimentos do Exército em Brasília, entre outras unidades.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo