BrasilGeral

Consumidor encontra gasolina com desconto em postos de Salvador e Alagoinhas nesta semana; confira

Os consumidores baianos poderão encontrar gasolina por um preço mais “em conta” nesta semana. Isso porque o Sindipetro Bahia e os petroleiros realizarão ações de venda do combustível, por um valor mais baixo, antes da greve da categoria, marcada para quinta-feira (18/2), acontecem nas cidades de Salvador e Alagoinhas.

Segundo os organizadores das ações, o objetivo “é mostrar à sociedade que é possível vender os derivados de petróleo a um preço justo, levando-se em consideração o custo de produção nacional, mantendo o lucro das distribuidoras, revendedoras, da Petrobras e a arrecadação dos impostos dos estados e municípios”. 

COMO IRÃO FUNCIONAR

SALVADOR – A ação vai acontecer nesta terça-feira (16), às 7h, no Posto Apache, no Dique do Tororó. Os 150 primeiros motoristas que chegarem ao posto vão poder abastecer seus veículos com 20 litros de gasolina pagando o preço justo de R$ 3,50 por litro. A ação beneficiará também os 50 primeiros motociclistas que vão ter o direito de abastecer suas motos com 5 litros de gasolina.

ALAGOINHAS – A ação será na quarta-feira (17), às 7h, no Posto Laguna, localizado na Avenida Dantas Bião. Os 120 primeiros carros vão poder abastecer 20 litros do combustível e as 50 primeiras motos que chegarem ao local, terão direito a abastecer 5 litros de gasolina. O litro da gasolina será vendido por R$ 3,50.

Vale ressaltar que se o consumidor quiser, por exemplo, encher o tanque do seu carro ou moto, pagará o preço justo do litro do combustível proposto pelo Sindipetro apenas para os 20 litros (veículo) e 5 litros (moto). Para o restante, o posto cobrará o valor aplicado nas bombas.

CRÍTICA

De acordo com o coordenador do Sindipetro, Jairo Batista, os petroleiros querem chamar a atenção para a politica de preços adotada pela Petrobras e que, segundo eles, é a responsável pelos altos preços da gasolina, diesel e gás de cozinha. “Ao adotar o Preço de Paridade de Importação (PPI), a Petrobras atrela os preços dos combustíveis no Brasil ao valor do barril de petróleo no mercado internacional, ou seja, a estatal produz em real, mas vende em dólar para o povo brasileiro”, disse.

Aratuon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo