BrasilGeral

‘Consórcio Nordeste é o símbolo da corrupção hoje no Brasil’, afirma Girão

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) afirmou que o Consórcio Nordeste é hoje “o símbolo da corrupção no Brasil”. Segundo o site oficial do grupo, ele foi criado em 2019 com o intuito de ser “o instrumento jurídico, político e econômico de integração dos nove Estados da Região Nordeste do Brasil”.

“Foram comprados 300 respiradores da indústria da maconha, esses respiradores nunca chegaram”, afirmou o senador, referindo-se a empresas que, segundo ele, vendem produtos à base de maconha, mas teriam se envolvido em compras relacionadas à pandemia. “Não me pergunte o que tem a ver covid-19 com maconha e com respirador. Eu quero saber. É tudo muito nebuloso nesse Consórcio Nordeste; a cada dez pessoas [com] que eu converso nas ruas, nove falam sobre isso.”

Na sessão da CPI da Covid, o presidente da comissão chegou a chamar Girão de “oportunista” após ele cobrar a convocação de prefeitos de capitais, não respeitando um acordo feito entre integrantes do colegiado. “Infelizmente a gente vê aí um festival de agressividade, né?”, questionou. “Uma tendência à blindagem de prefeitos, que estavam na lista inicialmente e depois saíram”.

“Não participo de acordão nenhum; deixei isso muito claro na sessão”, garantiu. “O presidente foi muito agressivo. Não sei o que é que ele teme, mas nós vamos continuar combatendo o bom combate para que venha a verdade. As narrativas estão caindo a cada dia.”

Revista Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo