Cotidiano

Conselho de Medicina da Flórida restringe cirurgias do ‘bumbum brasileiro’

O Conselho de Medicina da Flórida aprovou em junho uma medida de restrição para o número de cirurgias do “bumbum brasileiro”. A decisão tem duração de 90 dias e limitou para 3 o número de cirurgias que poderiam ser realizadas em um único dia. 

De acordo com o Globo, o Conselho de Medicina aprovou a medida após 10 mortes terem ocorrido durante o procedimento estético nos últimos 3 anos. Ainda segundo informações, um médico americano chegou a ser proibido, na última sexta-feira (29), de realizar a operação depois de uma morte ocorrida, em abril, de uma de suas pacientes. 

No procedimento, a gordura é lipoaspirada do abdômen ou da parte inferior das costas ou de outras partes carnudas e usada para aumentar e moldar as nádegas. O resultado das mortes geralmente se dá por conta de embolia gordurosa.

Para os médicos, membros da organização Cirurgiões pela Segurança, que estarão presentes nas próximas reuniões, a decisão de restringir o número de cirurgias é uma medida insuficiente e existem mecanismos melhores para lidar com a questão. Segundo eles, a restrição faz com que os clientes se direcionam para profissionais ruins, que não cumprem as normas estabelecidas.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo