Cotidiano

Conquista: Ministério Público quer saber motivo que levou o marido de pastora ser poupado

Promotor cedeu entrevista, negou que pastor Edmar tenha sido isentado e mostrou intriga por marido de pastor ser poupado.

O caso que chocou a população de Vitória da Conquista está sendo acompanhado de perto pelo Ministério Público de Vitória da Conquista.
1fh2mjO-cópiaO assassinato da Pastora Marcilene Oliveira Sampaio, 38, e a prima dela, Ana Cristina Santos, 36, ainda não está totalmente esclarecido, segundo explica o promotor José Junceira, em entrevista coletiva concedida a imprensa na manhã de hoje quarta-feira (24).
Veja mais
Veja a trajetória de Edmar Brito, o pastor assassino de Vitória da Conquista
Ministério Público Estadual isenta “pastor” Edimar do homicídio de pastora e sobrinha
Ônibus com turista de Vitória da Conquista, tomba na BA-148, uma pessoa morre
Um dos pontos que ainda intriga o Ministério Público – MP é o porque do marido da pastora, Carlos Eduardo, também não foi assassinado junto com as duas mulheres. As informações são do Blog do Rodrigo Ferraz.
Ouça a entrevista na íntegra:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo