Saúde

Congresso vai reunir 400 cirurgiões para debater hérnias da parede abdominal em Salvador

O VI Congresso Brasileiro de Hérnia, realizado pela Sociedade Brasileira de Hérnias da Parede Abdominal, espera reunir cerca de 400 cirurgiões para debater o tratamento da doença, em Salvador, entre os dias 2 e 4 de dezembro.

Especialistas de renome mundial foram convidados para o evento, que vai debater temas como: tecnologias minimamente invasivas, técnicas cirúrgicas e tratamento de possíveis complicações, entre outros assuntos.

De acordo com o cirurgião e presidente da SBH, Christiano Claus, os congressos são essenciais para a atualização científica dos profissionais que atuam nesta área. “A medicina está em constante evolução e precisamos acompanhar os novos estudos e trocar experiências com médicos que realizam os mesmos tratamentos, aprimorando nosso conhecimento para oferecer o melhor ao paciente”.

Flávio Malcher (EUA), David Chen (EUA), Todd Heniford (EUA), Sérgio Roll (SP), Rodrigo Galhego (RJ), Pedro Trauczynski (SC), Miguel Prestes Nácul (RS) e Silvio Gabor (SP) são nomes confirmados.

O vice-presidente da SBH, cirurgião Marcelo Furtado, afirma que o evento é feito para surpreender a todos. “Será interativo, voltado para as necessidades cotidianas dos cirurgiões e com muitas demonstrações cirúrgicas”, disse.

O VI CBH vai seguir todas as recomendações de segurança sanitária devido a pandemia. Medidas de distanciamento e segurança serão devidamente respeitadas.

DADOS: As hérnias têm alta incidência na população, estima-se que 20% dos homens adultos vão apresentar a alteração na região da virilha em algum momento da vida e 8% dos adultos em geral vão apresentar hérnias umbilicais. Fora de época de pandemia são realizados cerca de 500 mil procedimentos ao ano para o reparo da doença, considerando as redes pública e privada.

Entre 2020 e 2021 foram realizados 119,3 mil procedimentos cirúrgicos nesta área, sendo 36,4 mil em caráter de urgência, considerando todos os tipos de hérnias abdominais. Em 2019 o número de cirurgias chegou a 387,3 mil, sendo 45 mil urgências, redução de 69% nos procedimentos. Para saber mais, acesse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo