Saúde

Confira 5 mitos e verdades da lipofracionada

Apesar de existir diversos tipos de lipo, a fracionada é uma das mais indicadas por ser menos invasiva

A procura por lipoaspiração no Brasil é alta. Segundo a última pesquisa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o procedimento está na segunda colocação dentre os procedimentos mais realizados no país, atrás apenas de aumento e reconstrução de mama.
 

Uma das técnicas mais procuradas é a lipoaspiração fracionada, uma atualização da lipo comum, capaz de eliminar 100% da gordura gordura localizada em áreas como abdômen, cintura, costas, coxas e braços. Apesar de existir diversos tipos de lipo, a do tipo fracionada é uma das mais indicadas, segundo o médico cirurgião plástico há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. Victor Cutait.
 

A técnica possui o princípio da lipoaspiração comum, que é basicamente aspirar a gordura localizada, mas, realiza a eliminação segmentando o procedimento em sessões.

Confira abaixo as vantagens e cinco mitos e verdades sobre a técnica:
 

Lipofracionada é menos invasiva
 

Verdadeiro – focado em pequenas áreas do corpo, o procedimento é bem menos invasivo do que a cirurgia convencional. Isso porque a gordura é retirada em sessões. Desta forma, o procedimento oferece uma recuperação mais rápida, já que o paciente necessita de menos tempo de repouso no pós-operatório.
 

De acordo com o médico, a dor e inchaço também são muito menores comparados à lipo comum. Desta maneira, o paciente pode realizar as atividades cotidianas normalmente.

Além disso, a anestesia é local, o que diminui os riscos de complicações durante o procedimento.
 

Lipofracionada também diminui a flacidez
 

Verdadeiro – através da lipofracionada laser, uma novidade no Brasil. A técnica tem o mesmo princípio da lipofracionada e o diferencial é diminuir — por meio do laser – áreas que que possuem flacidez.
 

O médico explica que o laser proporciona três benefícios: quebra a gordura, retrai a pele e aumenta o colágeno. Desta forma, a lipofracionada laser é indicada para um número muito maior de pessoas, isso porque é possível tratar, simultaneamente, a gordura localizada e a flacidez.
 

A técnica é indicada para aqueles que possuem uma flacidez leve, podendo substituir a cirurgia de abdominoplastia pela lipofracionada laser, que é menos invasiva.
 

Lipofracionada é indicada apenas no abdômen
 

Mito – uma das regiões mais comuns é no abdômen, mas a retirada de gordura por meio da lipofracionada pode ser realizada em diversas outras regiões do corpo, como cintura, costas, coxas e braços.
 

Também é possível retirar a gordura de todos os tipos corporais, inclusive de pessoas acima do peso que apresentem gordura localizada. “Em cada sessão pode-se retirar até 5% do volume corpóreo, respeitando a normativa do Conselho Federal de Medicina”, especifica o profissional. Desta forma o volume total retirado somando cada uma das sessões é bem maior, já a lipo convencional retira o máximo de 7%.
 

É possível fazer a lipofracionada de uma única vez
 

Mito – Na verdade, não. Diferente da lipo comum, o procedimento é realizado com anestesia local e em uma região corporal por vez, divididas por etapas semanais.

Além disso, a lipofracionada permite que o procedimento seja feito em uma unidade ambulatorial.
 

É possível realizar a cirurgia acordado
 

Verdadeiro – A lipo fracionada tem diversas vantagens. Uma delas é que o paciente realiza o procedimento acordado e assim o pode até pedir para que ele se movimente para melhor visualizar a área onde a gordura está sendo retirada, conquistando um resultado final mais assertivo, explica o profissional.
 

“Além do melhor resultado, os perigos de embolia, perfuração e complicações não existem justamente por conta de utilizar anestesia local, que mantém o paciente acordado”, finaliza o profissional.

Victor Cutait possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Marília (2001) com especialização em cirurgia plástica pelo Instituto Brasileiro de Cirurgia Plástica, em São Paulo. Ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), professor de cirurgia plástica da Universidade Nove de Julho (UniNove) e dirige a Clínica Cutait Cirurgia Plástica, especializada em Cirurgia Plástica, Dermatocosmiatria e Fisioterapia Dermatofuncional. O médico cirurgião é pioneiro em lipoaspiração fracionada no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo