Saúde

Comportamento agressivo dobra risco de derrame, diz estudo

Cientistas espanhóis constataram que ter uma “personalidade tipo A” — indicada por comportamento incluindo hostilidade, agressividade, impaciência e temperamento explosivo — poderia aumentar o risco de AVC (Acidente Vascular Cerebral), conhecido popularmente como derrame, tanto quanto o ato de fumar. As informações são do Daily Mail.

O estudo, publicado no Journal of Neurology, mostrou que ter uma pontuação elevada na escala de estresse — indicativo da personalidade tipo A — mais do que dobra o risco de AVC, sendo que o histórico de tabagismo aumenta a chance em duas vezes.

A pesquisa comparou 150 adultos que sofreram AVC com 300 pessoas saudáveis selecionadas aleatoriamente. A idade média dos participantes foi de 54 anos. Os níveis de estresse crônico foram avaliados por sintomas, como ansiedade, depressão, bem-estar geral e padrões de comportamento.

Os fatores de risco, como diabetes, pressão alta, tabagismo e colesterol elevado também foram avaliados para o estudo, bem como o estilo de vida e o consumo de cafeína e álcool. O risco de AVC aumentou em quatro vezes entre aqueles que tiveram um evento importante na vida, como luto no ano anterior, em comparação com o grupo controle.

O neurologista Dr. José Antonio Egido, do Hospital Universitário de San Carlos, em Madrid, afirmou que os “padrões de comportamento pode refletir a capacidade de se adaptar a uma vida estressante”.

—Indivíduos com elevados níveis de competitividade e agressividade têm 2,2 vezes mais probabilidade de sofrer um AVC em comparação com o grupo controle.

Ele ainda acrescentou que o derrame é uma das principais causas de morte no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo