Educação

Como investir: cursos online podem te ajudar

Dados referentes a 2019 e previsões para 2020 mostram quem este ano será um momento oportuno para investir, principalmente em renda variável.

Uma pesquisa divulgada no início de 2020 pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), revela que as aplicações domésticas neste segmento somaram R$ 396,1 bilhões em 2019, montante que representa uma alta de 59,3% em relação ao total de 2018. 

Segundo a instituição, embora a participação dos ativos de renda fixa neste volume de ofertas seja ainda relevante, houve uma queda de 89,1% para 68,2% de um ano para outro. E a participação de ações subiu muito, passando de 4,5% para 22,8%.

A Anbima esclarece que essa mudança deve-se aos cortes da taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 4,25% ao ano. É o menor patamar da história do indicador usado como referência para estabelecer o percentual de ganho da maioria dos produtos de renda fixa.

O que esperar de 2020?

Conforme reportagem publicada no Valor Invest, as previsões das instituições financeiras para 2020 são otimistas. O motivo são os números positivos do mercado de capitais e a expectativa de que a Selic continuará em uma taxa considerada baixa, inferior aos dois pontos percentuais.

Na estimativa mais conservadora, do Itaú BBA por exemplo, o volume de ofertas deve ser da ordem de R$ 125 bilhões. Conforme os dados da B3, a Bolsa de Valores brasileira, em 2019, o registro foi de R$ 89,6 bilhões, de modo a superar o melhor desempenho anterior que foi de 2007, considerado referência pelos especialistas (e quando que a Selic estava em 12% ao ano).

Com este cenário positivo no segmento e levando-se em conta fato de que a expectativa do mercado financeiro é de que a economia será melhor em 2020 – o que pode gerar mais emprego e renda para a população brasileira – as oportunidades de conseguir poupar e, assim, investir em produtos com bons retornos financeiros tendem a ser maiores neste ano.

A importância de investir 

O sonho da casa própria, de fazer um intercâmbio, de realizar uma viagem com a família, de comprar um carro, da aposentadoria com qualidade de vida, de possibilitar um bom estudo para os filhos são todos possíveis de serem realizados sabendo investir, garantem especialistas.

Investir é o mesmo que aumentar o patrimônio. Ao aplicar um recurso poupado em um determinado produto financeiro, o investidor consegue fazer esse recurso render, ou seja, a depender desse produto, ele é multiplicado, podendo dobrar, ou mais que isto, de tamanho.

De qualquer forma, investir é uma forma para conseguir estabelecer uma saúde financeira em que confere a esse investidor, felicidade, a verdadeira meta subjetiva de cada ser humano.

Mas o que é necessário para investir?

Para conseguir direcionar os recursos para algum produto que rende, especialistas apontam algumas considerações e dicas que devem ser feitas e avaliadas:

  • Verificar o orçamento: colocar no papel quais são os gastos básicos, como conta de luz, água, fixos, como com escola dos filhos, e até os dispêndios variáveis, como com o lazer da família. Quais foram os gastos fúteis naquele mês em que a pessoa avalia suas finanças e questionar se pode ser evitado. Por exemplo: é preciso tomar aquele sorvete sempre em um determinado local sendo este mais caro?
  • Evitar se endividar: verificar qual a situação de endividamento, se existir, e fugir de contrair empréstimos, principalmente por causa dos altos juros cobrados pelas instituições financeiras.

Finanças pessoais avaliadas, a busca de informações sobre quais os melhores investimentos é fundamental e a internet está à disposição para ajudar qualquer interessado, com cursos sobre como investir.

Conhecimento é a chave

Os cursos, ministrados por professores experientes, podem ajudar a entender o mercado financeiro como um todo e como analisar as oportunidades.

Muitos não investem pelo trabalho que dá escolher onde fazer o melhor aporte e até pelos riscos, como de perder tudo, que existem nessa aplicação.

A chave para obter sucesso independentemente da estratégia, principalmente para evitar prejuízos, é o conhecimento. Para tanto, de qualquer forma, é preciso dedicação. E, como qualquer tipo de estudo, quanto mais dedicação, mais experiência e menos necessidade de esse trabalho ser desgastante para o interessado.

Por exemplo, um dos segmentos que tem atraído investidores pelas possibilidades altos retornos são os fundos de investimentos imobiliários (Fiis). Conforme dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), esse segmento fechou 2019 com recorde de captações: R$ 35,77 bilhões. Este montante representa uma alta de 127,7% em relação ao registrado em 2018.

Para quem se interessar, há na Internet uma série de materiais educativos. A plataforma de investimentos Genial conta um e-book sobre Fiis, um material de pesquisa para entender melhor como funciona, tanto com notícias, quanto como livros digitais que pode ser acessado de forma gratuita. 

Já o investidor que, diante da baixa dos juros pretende aplicar em ações, a empresa também disponibiliza o guia definitivo do trader, com dicas para operar com sucesso no mercado financeiro. Assim como o conteúdo sobre Fiis, o e-book para traders é totalmente gratuito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo