Cotidiano

Combustível continua caro na BA porque distribuidora não repassou reajuste, diz Sindicato

Mesmo com a redução da gasolina, em 3,8%, e do diesel, em 1,3%, parece que o barateamento do preço não foi sentido por consumidores baianos.

Segundo o Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (Sindicombustíveis-BA) mesmo com a determinação da Petrobrás, a distribuidora BR não repassou o reajuste.

“O impacto do reajuste no preço final ao consumidor depende de outros fatores da cadeia de combustíveis, principalmente das distribuidoras.

O que está acontecendo é que a BR não repassa as reduções, somente os aumentos, e os donos de postos não têm como vender mais barato”, disse o presidente do Sindicombustíveis Bahia, José Augusto Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo