Cidades

Comandante de batalhão da PM é morto a tiros no Rio de Janeiro

Cerca de 17 tiros atingiram veículo gol usado pelo oficial.

Foto: WhatsApp

O coronel Luiz Gustavo Teixeira, 48 anos, comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (Méier), morreu após ser baleado na manhã desta quinta-feira (26), numa tentativa de assalto no Rio de Janeiro. Segundo o jornal O Globo, Teixeira seguia para o local de trabalho, em seguida faria uma operação num carro oficial porém sem identificação.

O crime ocorreu na rua Lins Vasconcelos, no Méier, um carro Audi que seguida no sentido oposto, parou no meio da via, momento em que iniciou um arrastão. Houve troca de tiros, o motorista do carro modelo Gol de identidade não revelada foi atingido na perna, o coronel foi atingido no rosto por um tiro de fuzil. O carro usado pelos bandidos era roubado.

Pelo menos 17 tiros atingiram o carro em que estava o oficial. Até o momento ninguém foi preso.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Wolney Dias Ferreira, emitiu uma nota comentado o ocorrido: “criminosos armados dispararam vários tiros em direção ao carro em que ocupava. Ele foi socorrido ao Hospital Salgado Filho, onde faleceu. O carro era dirigido por um policial militar, que também foi baleado, mas felizmente sobreviveu”.

A Polícia descadeou um operação na localidade e uma das faixas da via onde ocorreu o crime foi interditada.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo