BrasilGeral

Comandante da PM-BA descarta greve após morte do soldado: ‘Manifestação de ordem política não cabe nesse momento’

Comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), o coronel Paulo Coutinho descartou, em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (29), qualquer paralização mobilizada pela morte do soldado Wesley Soares, que “surtou” ontem no Farol da Barra.

Coutinho foi questionado diante da convocação de greve por parte de policiais que estavam ontem à noite em frente ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde o soldado Wesley recebia atendimentos médicos antes de vir a óbito.

“Temos que deixar bem claro que a PM é bem maior do que isso. Estamos com o alto comando da corporação em funcionamento para servir e proteger o cidadão. Qualquer manifestação de ordem política não cabe nesse momento”, disse.

Politica livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo