Bahia

Com superlotação em Conquista, paciente foi regulada para Valença

Boletim mostra ocupação de UTIs em 88,6%, mas paciente ficam na fila e são mandados pra outros municípios.

Boletim do Coronavírus divulgado pela Secretaria Municipal de Comunicação diz que a Taxa de Ocupação em Leitos Hospitalares está aliviada em Vitória da Conquista: Leitos Clínicos está em 64,1% e Leitos UTI, 88,6%. No entanto, tem pacientes morrendo na Unidade de Pronto Atendimento e outros ainda aguardando a transferência ara Unidade de Terapia Intensiva.

Na manhã de sábado (10) o Blog do Anderson foi contatado por familiares de uma idosa de 73 anos que estava no Centro de Atenção Municipal Coronavírus aguardando transferência para uma UTI COVID-19 há cinco dias. “Cadê essas vagas de UTI? Minha está desde quinta aguardando, e não tem. Maria está desde terça-feira [6 de março] aguardando, e não tem”, denunciou Rosana Rocha.

Logo depois da conversa com o blog surgiu a oportunidade em Valença, no Sul Baiano, que fica a 361 quilômetros de Vitória da Conquista. Fica aí o questionamento para a prefeita Ana Sheila Lemos Andrade sobre os números que vem sendo publicitados distantes da realidade, como o caso exposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo