Bahia

Colisão envolve carreta e carro de passeio na BR 324 trecho Tanquinho/Riachão

Uma grave colisão envolvendo uma carreta e um Renault Duster na BR 324 a cerca de 2 km da cidade de Tanquinho deixou o condutor do carro de passeio ferido e não corre risco de morte, conforme informou ao CN a equipe da Brigada Voluntária Anjos Jacuipenses que chegou ao local pouco antes das 08h deste sábado (16).

De acordo com os brigadistas a equipe foi acionada por volta das 07h20 e depois de percorrer cerca de 30 km deparou com um cenário muito preocupante, uma carreta em ‘L’ fora da pista, um carro de passeio sem o motor e incêndio na vegetação, além de um homem deitado na pista que era o que conduzia o carro pequeno.

Ainda segundo os socorristas voluntários, no momento que estacionaram, chegava também uma equipe do hospital de Tanquinho e trabalharam juntos na prestação do socorro à vítima que estava consciente e conseguiu sair do veículo.

No impacto da colisão o motor do Duster e praticamente todas peças que compõe a mecânica  sob o capô se soltaram e supostamente provocou faíscas e começou a pegar fogo na vegetação seca a margem da rodovia e os Anjos Jacuipenses conseguiram debelar o fogo.

O motorista foi conduzido para o Hospital de Tanquinho por está bem mais perto do local do acidente onde a equipe médica já estava ciente da ocorrência.

Oficialmente somente depois do trabalho dos peritos e Polícia Rodoviária Federal (PRF) poderão apontar a causa do acidente, no entanto as informações dão conta que o Druster fazia ultrapassagem perigosa e a carreta tentou sair da pista, mas não conseguiu evitar a colisão.

O repórter Agnaldo Rios do Site Gobyrios passou no local minutos depois do acidente e registrou a situação, ele conta que aconteceu próximo do acesso ao povoado Belo Alto de Candeal o Renault seguia no sentido Riachão do Jacuípe e a carreta viajava na direção de Tanquinho depois da colisão os veículos ficaram a uma distancia de aproximadamente 50 metros.  Veja o vídeo abaixo gravado e narrado por ele. Calila Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo