Cidades

Coité: Servidor tem computadores apreendidos após ser acusado de espalhar ‘fake news’

O servidor público Jackson Ferreira teve seus computadores e aparelhos eletrônicos apreendidos pela Polícia Militar (PM) nesta quinta-feira (1°) após ser acusado de crime cibernético por divulgar notícias falsas em Conceição de Coité.

 

O ato de espalhar as ‘fake news’ (notícias falsas) era praticado por Jackson para atacar políticos do município da região do sisal por meio de perfis falsos. De acordo com o Calila Notícias, o ex-servidor do setor de Recursos Humanos (RH) da prefeitura anterior a gestão atual usou um perfil falso de nome “João Carneiro” para acusar o deputado Alex da Piatã (PSD) de compra de votos.

 

A notícia sugeria que Piatã teria “mamado” o dinheiro de Geddel (PMDB) e apresentava uma foto do parlamentar ao lado do ex-ministro. O deputado ingressou com uma ação judicial contra o Facebook e o provedor de internet de João Carneiro, que forneceu a localização do computador que divulgou as informações.

 

A Justiça expediu um mandado de busca e apreensão para o local e oficiais estiveram na casa de Jackson para deter computadores, notebook e tablets para a perícia. Segundo relatos, o servidor assinou a declaração e assumiu que realmente havia criado o perfil falso. *BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo