Bahia

Cláudia Oliveira tira rádio de Porto Seguro do ar, diz peemedebista

A emissora de rádio 88 FM, que pertence a família do candidato a prefeito da cidade de Porto Seguro, Lúcio Caires (PMDB), sofreu uma ação judicial promovida pela também prefeiturável, a deputada estadual Cláudia Oliveira (PSD).

De acordo com o peemedebista, na última segunda-feira (20) a rádio foi notificada pela Justiça Eleitoral e ficou fora do ar por 24h, porque a deputada alegou que o comunicador Ubaldino Júnior estaria atrapalhando a candidatura dela durante a programação.

De acordo com informações do site Bahia Dia Dia, o “Programa Livre”, apresentado por Ubaldino, ex-prefeito do município e irmão de Lúcio Caires, com comentários do Gabiru, está no ar há mais de 8 anos. Ainda segundo o site, o primeiro programa do horário eleitoral que deveria ser veiculado na manhã de terça-feira (21), não foi ao ar por conta da proibição determinada pela Justiça a pedido da candidata.

Acusações de boicote TV locais
De acordo com reportagem publicada pelo jornal Correio, nesta sexta-feira (24), os próprios moradores da cidade acusam Cláudia Oliveira de utilizar o poder dela e do marido para tentar impedir que o vídeo fosse exibido em emissoras de TV local.

Segundo a reportagem, funcionários da TV Aratu (SBT) e Record Bahia disseram que homens encapuzados tentaram invadir os terrenos onde ficam suas antenas retransmissoras, além disso, um vigilante chegou a ser agredido em uma dessas ações. “Um pessoal dela queria derrubar as antenas. Mas os cachorros avançaram. Foi o tempo da polícia e do pessoal chegar”, contou um funcionário da Aratu. Os criminosos fugiram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo