Cotidiano

Ciro Gomes afirma que ajudará Governo como militante e descarta articulação política

DILMA E CIRO 2O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) voltou a dizer que fará o possível para ajudar a presidente Dilma Rousseff a enfrentar a crise e manter seu mandato. Ele negou, no entanto, que este apoio inclua uma participação ativa como interlocutor da presidente junto ao Congresso Nacional. “Estou fazendo tudo o que estiver ao meu alcance, mas por dentro do PDT. Nada de articulação com mais ninguém”, disse neste sábado ao Broadcast Político.

Ciro jantou com a presidente Dilma na última quinta-feira (10), depois de ter acusado o vice-presidente da República, Michel Temer, de ser o “capitão do golpe” do processo de impeachment da petista. O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), um dos principais nomes da ala pró-Dilma do partido, também estava no encontro. O jantar causou irritação entre peemedebistas do Senado. Alguns chegaram a dizer, reservadamente, que Dilma estaria cogitando colocar Ciro Gomes na articulação política da Casa.

A proposta desagradaria principalmente o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), adversário de Ciro no Ceará. Em visita a Porto Alegre neste sábado, Ciro negou que o assunto tenha sido discutido no jantar de quinta-feira. “Nem foi tratado, nem eu nem aceitaria. Ela conta comigo para qualquer parada, mas dentro da militância do PDT”, disse. Em conversa com jornalistas, Ciro voltou a criticar Temer e afirmou que teve uma “vontade imensa de rir” ao ler a carta em que o peemedebista reclama à Dilma da falta de apoio a ele e ao PMDB. “Aquilo foi de uma miudice (sic) sem precedentes e um ato de absoluto desrespeito levando em conta a gravidade da crise que o País está vivendo”, falou.

Ele também argumentou que não há base legal para o processo de impeachment, já que as pedaladas fiscais não podem ser consideradas um crime de responsabilidade. Segundo Ciro, a presidente está bastante serena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo