Geral

Celta some das lojas, e sindicato diz que produção acabou

CELTA - CARRODepois de 15 anos e quase 1,7 milhões de unidades vendidas, o Chevrolet Celta virou raridade nas lojas no Brasil. Em 20 lojas de 9 estados consultados pelos G1 na última segunda (17) e terça (18), apenas duas disseram ter o modelo em estoque. O Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí (RS), onde o Celta é fabricado, diz que a produção do hatch foi encerrada em junho passado. A General Motors, dona da Chevrolet, nega.

Veja mais

Papa está entre ‘finalistas’ do Nobel da Paz, diz jornal

Após campanha contra selfies ‘perigosas’, Rússia tem concurso de fotos com mortos

Moro diz ao STF que Júlio Camargo omitiu informações sobre Cunha em delação

O Celta ainda pode ser configurado no site da Chevrolet, em versão única, LT, de R$ 34.990, sem opcionais. Ele já vem com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos. Porém, na prática, a história é bem diferente. Em 20 concessionárias nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília, Curitiba, Recife, Salvador, Manaus e Belém, somente duas tinham o modelo em estoque, uma na capital paulista e outra no Rio.

Em todas as outras, o discurso dos vendedores parecia ensaiado: “O Celta saiu de linha”. Nos últimos anos, a marca renovou praticamente todo o seu portfólio no Brasil: entre os automóveis, apenas Celta e Classic, os mais baratos, são antigos.

Mas a montadora nunca confirmou o fim da linha para o hatch. Em janeiro deste ano, questionado pelo G1 no Salão de Detroit, o presidente da GM do Brasil, Santiago Chiamorro, disse: “O meu trabalho neste ano ainda será vender muitos Celta e Classic”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo