BrasilGeral

Ceará lidera estatísticas nacionais de homicídios dolosos contra público LGBTQIA+

O Ceará é o estado brasileiro com mais homicídios dolosos, quando é praticado com intenção de matar, contra a população LGBTQIA+, que teve o Dia do Orgulho celebrado neste 28 de junho. Foram registrados 33 homicídios no Estado, seguido por Pernambuco (28) e Goiás (19), segundo os dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que é baseado nas informações das secretarias estaduais e policiais. A divulgação foi realizada nesta terça-feira (28) durante o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O levantamento também apontou outros números de violência. Com 25 registros, o Ceará fica em terceiro lugar, atrás de Goiás (27) e Pernambuco (55), em relação a estupros contra o público LGBTQIA+. Os crimes de estupro contra a população LGBTQIA+ cresceram 88,4% entre os anos de 2020 e 2021, passando de 95 notificações em 2020 para 179 no ano passado, nacionalmente.

Os números não são melhores no quesito lesões corporais e deixa o Estado em quarto lugar em 2021. Já a lesão corporal dolosa contra esse mesmo público, passou de 1.271 notificações para 1.719, um crescimento de 35,2%. Acredita-se que o número de casos ainda seja maior, já que dez federações não entregaram as estatísticas e nessa pesquisa só foi contabilizada as informações fornecidas pelas secretarias de Segurança Pública estaduais e pelas polícias.

O balanço, no entanto, não computa dados de estados como São Paulo, Bahia, Maranhão, Minas Gerais e Rio de Janeiro, que não forneceram ou não dispõe de informações detalhadas sobre o tema. Além disso, há que se considerar também a subnotificação dos casos já que muitas pessoas não registram a violência das quais foram vítimas.

Bnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo