CidadesGeral

Casos isolados e estatisticamente irrelevantes, diz Rui sobre violência de PMs

O recente caso de abuso de autoridade de alguns policiais militares no bairro da Liberdade, em Salvador, trouxe mais uma vez as críticas à declaração do governador Rui Costa sobre se tratar de “casos isolados”. E o petista não volta atrás em seu ponto de vista.

Em entrevista nesta sexta-feira (6), antes de participar da cerimônia de posse da nova presidente do Ministério Público da Bahia, Norma Angélica Cavalcanti, o governador disse que são casos isolados e estatisticamente irrelevantes.

“Muita gente confunde quando digo ‘casos isolados’ com ‘casos únicos’. São casos isolados. Você tem cinco, dez, vinte ou trinta numa tropa de 32 mil homens, são casos isolados. Não tem nem representação estatística isso. Cinco casos de 32 mil homens é estatisticamente irrelevante”, explicou Rui.

Embora “estatisticamente irrelevantes”, o governador garantiu que todos os “casos isolados” serão tratados com o rigor da lei. Não é o caso, no entanto, de expulsão, já que a legislação não permite exoneração sumária do funcionário público.

“O devido processo legal tem que ser respeitado”, acrescentou.

Bahia.ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo