Cotidiano

Caso Marielle: Polícia prende bombeiro suspeito de participação na morte da vereadora

A Divisão de Homicídios e o Ministério Público do Rio prenderam na manhã desta quarta-feira (1) o bombeiro Maxwell Simões Correa, o Suel, de 44 anos, acusado de ser cúmplice do sargento da reserva da Polícia Militar Ronnie Lessa no assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, ocorrido em março de 2018.

Maxwell é suspeito de ocultar armas usados no crime e de ter cedido um carro para a quadrilha de Lessa esconder as armas por uma noite, logo após a prisão do sargento.

O suspeito foi preso em casa, no bairro do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste. Segundo a Polícia Civil do Rio, o imóvel é de luxo e possui três andares, avaliado em quase dois milhões de reais. Um carro da marca BMW foi apreendido. 

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo