Bahia

Casa tem telhado arrancado em Cosme de Farias durante ventania em Salvador

Uma casa do bairro Cosme de Farias, em Salvador, teve o telhado arrancado pelo vento, na manhã deste domingo (19). Segundo a Coelba, um poste caiu após ser atingido pelo telhado. Por isso, parte dos moradores estavam com o fornecimento de energia elétrica interrompido temporariamente, por volta de 11h30. Apesar do susto, não houve feridos.

A situação ocorreu por volta das 8h30, na Rua Wenceslau Galo. Segundo a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), o telhado que foi arrancado era de zinco.

A interrupção do fornecimento de energia ocorreu para que a troca do poste seja feita em segurança. Não há previsão para restabelecimento de energia. Por volta das 11h30, apenas uma parte do bairro estava sem luz. Vários agentes estão no local trabalhando.

Além da Coelba, o Corpo de Bombeiros também foi ao local para desobstruir a passagem. A equipe da Defesa Civil de Salvador (Codesal) também atua no bairro. Segundo o órgão, também por volta de 11h30, chovia no local e muitos fios de alta tensão estão no chão, pegando fogo.

A situação ocorreu em meio a um período chuvoso que atinge Salvador. Segundo Cláudia Valéria, é comum o registro de ventos forte nessa época do ano. Além disso, dois fenômenos recentes contribuíram para a intensidade e o tempo mais frio.

“Esse período do ano, de julho a agosto, até a primeira semana de setembro, é caraterizado por ventos mais fortes mesmo. Faz parte da climatologia da faixa litorânea. E quando está associado a um sistema mais forte, acaba se intensificando. Mas não é nada fora do normal. Mas a gente teve a passagem de uma frente fia e depois um sistema de alta pressão, nessa semana, e eles provocam os ventos mais fortes. A frente fria deixou muito umidade no litoral”, contou.

Ainda de acordo com Cláudia, há previsão de mais ventos e chuvas nos próximos dias.

“Deve chover sim nos próximos dias, mas com menor intensidade. Será com instabilidade. O mês de julho tem essa característica mesmo de chuvas. A partir de agosto é que elas ficam mais fracas. Então, os próximos dias serão de chuvas e com ventos”, pontuo. (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo