Cidades

Cão para de comer e fica depressivo após morte do dono

7tnju4j8xl_3b7euhrnbb_fileExames físicos não apontaram nenhuma anormalidade com o cão
Um cachorro da raça boxer criado por uma família de Santos (SP) parou de comer e entrou em estado de depressão após a morte do seu dono. O empresário Gil David Freitas Sousa, então com 49 anos, e o cão Sombra eram inseparáveis, tanto que quatro meses após a morte do dono, o cão ainda não superou a perda e, agora, luta pela vida
Embora o cão não tenha um diagnóstico veterinário de quadro depressivo confirmado, agentes da Coordenadoria de Proteção à Vida Animal de Santos (Codevida) acreditam que a situação é semelhante a de uma pessoa com depressão
Antes forte e saudável, Sombra está subnutrido e chegou aos 15 kg, deixando, inclusive, as costelas marcadas pela fina camada de pele
Sombra também tem dificuldade para se manter de pé. R7  —– Siga o Mídia Bahia no twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo