Entretenimento

Cantora baiana queima bandeira do Brasil e bolsonaristas reagem

A cantora Tertuliana Lustosa, da banda A Travestis, chamou atenção dos internautas e dos bolsonaristas após postar um vídeo queimando a bandeira do Brasil durante uma performance contra a transfobia, neste domingo (26), do município de Feira de Santana. 

No Instagram, o deputado federal Eduardo Bolsonaro fez uma publicação chamando as pessoas que aparecem no vídeo de “idiotas úteis”. “Muitas guerras não são travadas com pólvora, mas sim com informações e cada vez é maior o número de idiotas úteis que não sabem sequer dizer se são aliados ou inimigos, estão convictos de estarem fazendo o certo sem sequer desconfiar que trabalham justamente para implodir a sociedade que deu a eles condições para serem o que bem entenderem”.

Já o vereador Carlos Bolsonaro, ao contrário do irmão, escreveu poucas palavras sobre as imagens: “Eis mais um dos inúmeros exemplos que dispensa comentários sobre a oposição política que o país enfrenta. Creio não precisar entrar em detalhes após assistir o vídeo”.  “Qual o futuro do Brasil com essa gente?”, escreveu o senador Flávio Bolsonaro.

No Instagram, a artista rebateu as críticas sobre sua performance. “A bandeira do Brasil representa a colonização que vivemos até hoje dominada pelo racismo transfobia e desigualdades sociais”. Em outro comentário, ela ressalta que o Brasil é o país que mais mata transexuais no mundo.

“Eu paro de queimar bandeira do Brasil quando vocês pararem de matar travestis no país que temos 35 anos de expectativa de vida e que é o que mais nos mata no mundo, combinado?”, completou a baiana. “Para nós travestis o Brasil sempre foi genocida”, escreveu na legenda de um vídeo em seu perfil na rede social. 

Bahianoticias

Um Comentário

  1. IMUNDO DEVE SER PRESO IMEDIATAMENTE! A BANDEIRA É UM SÍMBOLO NACIONAL É VILIPENDIÁ-LA É CRIME GRAVE PREVISTO NA CONSTITUIÇÃO É KO CÓDIGO PENAL! MANDA ESSA PRO XILINDRÓ Q ÉH ONLUGAR DE BANDIDOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo