Sem categoria

Candidatura de Leão é biombo para apoio de JH a ACM Neto

Ninguém manda em João Henrique. É o que se depreende do fato de depois de ter dado o zignal em seu próprio partido, o PP, na pessoa do seu presidente, o deputado federal Mário Negromonte, e rumar para o exterior, o prefeito retonar a Salvador no dia de hoje antecedido pelas manchetes de que vai retomar a campanha à Prefeitura do correligionário João Leão.

Ou pelo menos é essa a mensagem que ele pretende cravar nas articulações com vistas à sucessão municipal. O problema é que pouca gente consegue imaginar, principalmente no mundo político, que Leão será de fato o candidato de João Henrique nestas eleições.

Ao contrário, depois dos últimos acontecimentos, resultou cristalino que, se João Henrique realmente escolheu um nome para apoiar, mesmo que por debaixo dos panos, este é o do candidato do DEM, ACM Neto. É a avaliação, por exemplo, do PT, que até o último momento tentou comprometer o prefeito com o nome do petista Nelson Pelegrino, de olho nos votos que a máquina da Prefeitura pode render.

A constatação advém do fato de, apesar de anunciar que apoiaria Pelegrino, João Henrique ter liberado o PTN para marchar com a candidatura de ACM Neto. Se ao PT o apoio do partido conduzido na Bahia pelo secretário municipal João Carlos Bacelar (Educação) era tão caro, imagine para o desconhecido em Salvador João Leão, que definitivamente não o terá.

A diferença – os fatos indicam – é que Leão paga o preço, por algum motivo, para fazer de conta que é candidato, usufruindo de toda a estrutura que a encenação pode prover, atendendo a uma exigência radical do prefeito que o PT não garantiu preencher: defender sua administração e legado na campanha.

O relançamento da candidatura de Leão ocorre sob o signo de uma ferida no PP, aberta com a recusa de João Henrique em se submeter ao desejo de Negromonte de fechar logo o apoio ao PT em troca da indicação – em sociedade com o setor de transportes – do desconhecido José Mattos à vice na chapa petista.

Para o astuto João Henrique, acostumado a dar nó em pingo de éter, a operacionalização do estratagema de levar ao altar João Leão, com o explícito consentimeto do candidato do PP, e ao mesmo tempo noivar abertamente com ACM Neto, facilitando-lhe a vida na Prefeitura, é muito mais fácil do que executar o mesmo script tendo como personagem traído em público o candidato do PT.

Simplesmente, porque o PT, desde o princípio, deixou claro que não aceitaria o enredo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo