Notícias

Câmara de Camaçari permanece ocupada por famílias de loteamento desocupado

Cerca de 150 famílias residentes do Loteamento Módulo de Arembepe, no distrito de Abrantes, em Camaçari, permanecem acampadas na Câmara de Vereadores do município da Região Metropolitana de Salvador (RMS). Os ocupantes foram obrigados pela Justiça a desocupar o terreno. De acordo com um dos coordenadores da ocupação, Melque Fernandez, as famílias aguardam um posicionamento da prefeitura de Camaçari, já que o terreno teria sido há cerca de 38 anos pelo município para a construção de moradias. “A Encil Indústria e Comércio de Pré Moldados de Concreto, empresa contratada para a construção do condomínio, decretou falência e o local ficou abandonado desde então”, afirmou Fernandez. O vice-líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelino Galo (PT), esteve no local para conversar com os moradores e acompanhar os desdobramentos da ação. O secretário municipal de Cidadania e Inclusão, Carlos Silveira, e o advogado da ação, Antônio Gil, também acompanharam a visita. “O direito à moradia é constitucional, portanto deve ser cumprido. Vamos encaminhar esta denúncia aos deputados, e trabalhar junto ao Instituto de Colonização e Reforma Agrária [Incra] e à prefeitura”, afirmou o parlamentar petista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo