Sem categoria

Caixa Econômica Federal libera 3 anos de saque do FGTS para os trabalhadores

O FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) tem se tornado um grande protagonista nesta época de crise para muitas famílias brasileiras. Especialmente levando em conta que o número de pessoas que ficou sem trabalho alcançou os 14,8 milhões, atingindo uma taxa de desemprego de 14,7% no trimestre encerrado em abril, segundo os dados fornecidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Trata-se da taxa recorde mais alta desde o início da série histórica em 2012.

Para os desempregados, o FGTS é um alívio numa hora dramática, pois ele foi originariamente criado para proteger os trabalhadores -com carteira de trabalho assinada-  demitidos sem justa causa. O funcionamento é simples: os empregadores devem depositar, em nome dos empregados, os valores equivalentes a 8% do salário deles, numa conta aberta na Caixa Econômica Federal, entidade responsável pela administração dos fundos. Inclusive, se o depósito for feito após o vencimento do prazo, o valor deve ser atualizado com juros e correção monetária. É importante saber que por causa da M.P. 1.046/21, os empregadoras tem a possibilidade de suspender o recolhimento do FGTS nos períodos de abril, maio, junho e/ou julho de 2021, retomando o pagamento dessa dívida desde setembro mediante 4 parcelas.

Existem diversas causas pelas quais é permitido o saque do 100% do fundo. Dentre elas destacam-se: a demissão sem justa causa; finalização de contrato por prazo determinado; rescisão do contrato por extinção da empresa; aposentadoria do trabalhador, falecimento dele; quando o titular da conta chegar à idade de 70 anos; etc.

Além dos saques autorizados tradicionalmente pela lei, a Caixa também habilitou o famoso Saque Aniversário que permite ao trabalhador retirar parte do saldo da conta do FGTS anualmente, no mês do aniversário da pessoa. Para isso é preciso migrar para a sistémica Saque-Aniversário, seja pelo site fgts.caixa.gov.br, mediante o APP FGTS ou até nas próprias Agências.

A novidade agora é que, quem estiver aderido à modalidade de saque aniversário, poderá resgatar o valor equivalente a até três anos de saque em uma única vez. Para aquelas pessoas que estejam na procura de financiamento, e se perguntando qual a menor taxa de um crédito, essa é uma ótima oportunidade, pois é um crédito especial dirigido aos trabalhadores, no qual é utilizado o próprio saldo do fundo como garantia do pagamento,parecido com a modalidade do crédito consignado.  

Pelo fato de contar com garantia, mesmo os trabalhadores com score baixo ou nome sujo ou negativado podem acessar ao crédito e com taxas de juros bem convenientes devido ao baixo risco de inadimplência (em caso de falta de pagamento o banco se cobra do fundo).

Conheça as principais condições:

  • o cidadão autorizado pode tirar um valor mínimo de R$2 mil.
  • No total, a antecipação que pode ser tirada é de até 3 anos do benefício.
  • A taxa de juros mensal é de 0,99% e o acumulado de juros no ano é de 12,54%.

Para aqueles que já fazem parte da modalidade Saque-Aniversário o processo de solicitude é simples: ingressar no App “Meu FGTS” ou no internet Banking da Caixa, selecionar a opção de linha de crédito, informar quantas parcelas deseja antecipar (assim como o valor), fazer a simulação, clicar em “contratar” e inserir a assinatura eletrônica. O dinheiro fica depositado na conta do solicitante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo