CulturaEntretenimento

Cachoeira inaugura exposição a céu aberto

Iniciativa celebra os 183 anos de emancipação da Cidade Heroica.

A Casa de Barro abre exposição a céu aberto transformando Cachoeira em  uma cidade museu. Numa iniciativa contemplada no 1º edital Setorial de Cultura de Cachoeira, a exposição faz parte do projeto  “Eu sou patrimônio!”, que promoveu entre os meses de agosto a novembro de 2019 oficinas de fotografia e educação patrimonial com jovens e adultos da cidade.

Num processo de investigação, reconhecimento e valorização do patrimônio imaterial, foram fotografadas pessoas mantenedoras das tradições culturais do território. Figuras como o artesão Louco Filho, o escritor Raimundo Cerqueira, Babiu trançadeira, Seu Walter fotógrafo, a marisqueira Célia de Oxum, o músico Valmir da Boa Morte e Sueli, a baiana do sax, foram alvo das lentes dos 21 participantes dessa oficina, que clicaram em preto e branco, personalidades da comunidade cachoeirana.

 A abertura da exposição se dará no dia 12/03, às 17 h, no Museu Galeria do Hansen, com uma roda de conversa com os homenageados e os fotógrafos, explicitando o porquê de os terem escolhido. Em seguida a apresentação do grupo Esmola Cantada abre oficialmente a exposição que tomará as ruas da cidade em formato lambe-lambe. A exposição estará disponível até o dia 30 de maio.

“A partir da provocação ‘eu sou patrimônio?’ os participantes do projeto foram estimulados a refletir sobre o sentido do que é ser patrimônio cultural, o valor desse status para as vidas individuais e coletivas e o impacto desse legado para o desenvolvimento do território. A partir de oficinas e vivências eles escolheram pessoas da cidade que entenderam como mantenedoras do nosso patrimônio cultural através de seus saberes e fazeres. Com a exposição teremos a oportunidade de reverenciar essas pessoas, que representam o coletivo.” – explica Luísa Mahin, coordenadora do projeto. Essa iniciativa tem a intenção de fomentar Cachoeira como cidade museu, construída sob participação popular e coletiva, dando início a um processo que se ampliará com o aprimoramento do projeto após essa etapa inicial.

Dona do 2º maior parque arquitetônico barroco da Bahia, Cachoeira abriga diversas manifestações culturais, práticas, hábitos e tradições que a credenciam como importante polo da cultura viva. Esse rico acervo material e imaterial faz de Cachoeira um lugar ímpar, um museu vivo e dinâmico. No próximo dia 13 de março a cidade completa 183 anos de emancipação política.

Serviço:

O que? Exposição a céu aberto Eu sou patrimônio!

Onde: Principais pontos da cidade de Cachoeira

Quando: De 12 de março a 30 de maio de 2020

Abertura: 12 de março, às 17h, na Fundação Hansen – área verde do Museu Galeria  (Rua 13 de maio, nº 13)

Quanto? Grátis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo