Saúde

Butantan emite nota sobre registro definitivo da CoronaVac

Em meio à maior crise sanitária do país das últimas décadas, o Butantan foi o primeiro instituto a firmar parceria internacional e a disponibilizar um imunizante eficaz e seguro aos brasileiros, atendendo ao senso de urgência no contexto de uma pandemia.

Desde então, os diálogos com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que já aconteciam rotineiramente, tornaram-se ainda mais constantes e necessários, por vezes realizados inúmeras vezes em uma mesma semana.

É de extrema importância esclarecer que o órgão sanitário brasileiro recebeu, no dia 20 de novembro de 2020, a primeira parte dos dados de imunogenicodade da CoronaVac, documentação necessária para oficializar o pedido de registro definitivo da vacina do Butantan. 

A partir desta data, iniciou-se a discussão sobre as metodologias utilizadas, o que fez com que houvesse esse atraso nos resultados dos testes de imunogenicidade. Se houvesse tido consenso nos métodos propostos pelo instituto, o processo já estaria concluído e o registro definitivo da CoronaVac já teria sido concedido.

No momento, com o objetivo de sanar a questão, o Butantan fechou um acordo com a Sinovac para que as análises complementares de imunogenicidade sejam realizadas em parceria com o laboratório. As amostras já foram enviadas para análise no padrão requerido pela Anvisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo