Cotidiano

Bumbum flácido? A culpa pode ser do seu trabalho

MULHER SENTADA - TRABALHOO sedentarismo tira saúde. Passar muitas horas em uma cadeira, uma cama ou sem praticar qualquer atividade física aumenta a probabilidade de acumular gordura, ganhar mais peso e ter problemas nos ossos, coração e até de pele.

Mas mesmo aquelas pessoas que vão praticando esporte regularmente e que têm uma alimentação saudável podem sofrer com as consequências de um trabalho sedentário. Uma dessas consequências mais comuns e que mais afetam as mulheres (física e emocionalmente) diz respeito ao bumbum moldado na forma da cadeira do escritório, sim, o ‘bumbum quadrado’.

Falamos da incapacidade de conseguir tonificar os glúteos e, por consequência, ficar com um bumbum menor do que o desejado. O ‘drama’ foi relatado por uma jornalista da revista norte-americana Womes Health.

Conta Alison Feller que passar muitas horas sentada não ajuda a ter um bumbum tonificado, contudo, a prática regular e intensa de exercícios que estimulem o crescimento dos glúteos pode ser uma ajuda, mas é um processo que demora mais.

De acordo com a terapeuta física Abby Bales, que trabalha na Spear Pshysical Therapy em Nova York, “quanto mais tempo sentado, maior é a probabilidade de desenvolver um bumbum flácido”, consequência que pode ser atenuada com o hábito de levantar da cadeira ao longo do dia (mas não só).

“Estar em pé ao invés de sentada aumenta a extensão da coxa e caminhar melhora a extensão e flexibilidade”, explica, salientado que evitar um glúteo flácido e pequeno depende muito da prática de exercício físico, devendo ser feita uma maior aposta em atividades que impliquem um maior esforço dos músculos do bumbum, como os agachamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo