BrasilCidadesGeral

Bruno Reis lidera certeza de voto; Lídice, Isidório e Denice têm alta rejeição

O levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, em parceria com o Bahia Notícias, questionou os eleitores de Salvador sobre as candidaturas específicas de Bruno Reis (DEM), Sargento Isidório (Avante), Lídice da Mata (PSB) e Major Denice (PT) para testar a certeza de voto e o índice de rejeição dos nomes apresentados. O vice-prefeito é quem aparece com o maior percentual de certeza de voto, enquanto os demais aparecem com rejeição de mais de 50% dos eleitores.

Bruno Reis receberia o voto “com certeza” de 20,7% dos entrevistados. Outros 38,3% poderiam votar nele, enquanto 28,8% não votariam de jeito nenhum. O vice-prefeito, todavia, já é conhecido por 91% dos eleitores, o que aponta que apenas 9% deles não o conhecem para definir o voto. Cerca de 9% não responderam sobre ele.

A ex-prefeita Lídice da Mata é quem apresenta o maior índice de pessoas que não “votariam de jeito nenhum”. Para 58,5%, ela não seria opção. A deputada federal seria opção “com certeza” para 8,5% e 30,1% dos entrevistados poderiam votar nela. 1,1% não a conhecem o suficiente para opinar e 1,7% preferiram não responder.

Sargento Isidório também apresenta um alto índice de rejeição, com 52,4% dos eleitores indicando que não votariam nele. A certeza de voto do deputado federal é maior que a de Lídice: 10,1% votariam com certeza no sargento pastor. Já 34,9% poderiam votar em Isidório e apenas 1% não conhece o criador da Fundação Dr. Jesus. 1,6% dos ouvidos optaram por não responder.

Já a petista Denice Santiago segue como a mais “desconhecida” do grupo. Para 16% dos entrevistados, ainda não é possível ter uma opinião formada sobre a major. No entanto, Denice não seria opção para 54,8% dos eleitores e apenas 25,2% poderiam votar nela. A petista tem a certeza de voto de 2% dos eleitores e 2,1% preferiram não responder.

A pesquisa ouviu 820 eleitores entre os dias 29 de agosto e 2 de setembro, através de entrevistas pessoais. O levantamento tem intervalo de confiança de 95% e margem de erro de 3,5%, estando registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº BA-04421/2020.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo