GeralNotícias

Bonfim: Para Lúcio, intenção do público era ‘manifestar insatisfação com Wagner e dar vaia nele’

LÚCIO VIEIRA LIMA - BONFIMA ausência do governador Jaques Wagner (PT) pela primeira vez na Lavagem do Bonfim pode ter causado uma diminuição de público na festa, segundo hipótese levantada pelo deputado federal e presidente do PMDB na Bahia, Lúcio Vieira Lima, que disse ter achado o número de pessoas inferior em relação a anos anteriores. “A primeira intenção de quem vem na Lavagem é pedir a benção a Senhor do Bonfim. A segunda é manifestar a insatisfação com Wagner e dar vaia nele. Assim, o povo se ausentou, porque não poderia dar essa vaia, como ocorreu no 2 de Julho”, brincou o parlamentar, que completou: “ele foi fazer um negócio da China”. Alvo recente de denúncias da Veja, que apontou a realização de repasses de verba indenizatória por parte do peemdebista para suposta empresa fantasma que aluga carros, o deputado demonstrou estar tranquilo. “Na verdade, ali era uma coisa pra atingir Henrique Alves [PMDB]”, disse. “Vou continuar alugando [na Global Transportes]. A Câmara é quem fiscaliza, é quem faz o reembolso. No dia que ela me dizer que aquela empresa não está mais apta, aí sim”, reforçou Lúcio Vieira que disse não acreditar que as denúncias possam vir a causar influência negativa na sua imagem política. “Não sou patrulhado por denúncias, sou patrulhado pela minha consciência. Não tem verdade ali. Elas [denúncias] não se sustentam. Ali, é troca de soco, eu estou envolvido na disputa da liderança e tem dois ou três grupos envolvidos. É questão do momento, de ponto de guerra política”, contextualizou. Apoiador de ACM Neto (DEM) no segundo turno das eleições municipais em outubro do ano passado, o parlamentar também teceu comentários sobre a nova gestão soteropolitana. “A cidade já começa a ter uma cara de que tem prefeito. A auto estima da população começa a ser recuperada”, comemorou.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo