BrasilGeral

Bolsonaro tenta redução do fundo eleitoral para R$ 4 bilhões

Tentando fugir de briga com o centrão, que poderá ser inflada com o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões, a base do governo no Congresso quer propor um meio termo.

A solução levada ao Palácio do Planalto e que contou com a simpatia de integrantes do governo envolve o envio de uma mensagem modificativa ao parlamento para alterar a Lei Orçamentária Anual e reduzir o valor destinado a campanhas eleitorais para um patamar próximo de R$ 4 bilhões

Desse modo, o presidente não desagradaria aliados, bem como criaria o argumento de que conseguiu diminuir o total em quase R$ 2 bilhões. O fato é que, se isso ocorrer, estará dobrando o valor em relação a 2020.

Segundo a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, líderes do centrão dizem, em conversas reservadas, que a solução pode ser um bom caminho. Eles lembram que, em 2019, a proposta inicial era para aumentar o fundo de R$ 1,7 bilhão para R$ 3,8 bilhões.

Ao final, o valor ficou em R$ 2 bilhões: inicialmente pareceu uma derrota, mas eles conseguiram um acréscimo de R$ 300 milhões aos recursos dos partidos.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo