BrasilGeral

Bolsonaro ironiza senador Calheiros: “faça CPI do leite condensado”

Durante sua saída do Alvorada, em Brasília, em rápida fala aos apoiadores no cercadinho, na manhã desta quarta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) direcionou ironia ao Senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Pandemia e sugeriu ao emedebista que faça um colegiado do “leite condensado”. 

“Vocês viram Renan Calheiros esta semana? A CPI não existe para investigar desvio de recursos. É isso aí. Dou uma sugestão para o Renan: depois, faça uma CPI do leite condensado”, disse. 

A CPI da Pandemia visa investigar a atuação do governo federal frente a pandemia do novo coronavírus o Brasil. 

O relator, que foi alvo da tropa bolsonarista que buscou, no início dos trabalhos da CPI, demovê-lo da função, tem sido duro em seus questionários aos convocados no intuito de atingir a presidência da República. O emedebista também tem feito críticas incisivas a condução do governo as ações feitas na pandemia. 

A referência de Bolsonaro ao leite condensado se refere ao consumo de mais de R$ 15 milhões dos órgãos do Executivo federal no ano passado através de denúncia do portal de notícias “Metrópoles”. 

Bolsonaro, na sua defesa, na época, argumentou que o item atende 370 mil militares e é usado também em programas de alimentação via Ministério da Cidadania e Ministério da Educação.

Em janeiro, durante um encontro com apoiadores, Bolsonaro disse que o doce é “para enfiar no rabo da imprensa”.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo