Cotidiano

Bolsonaro diz que tática de “chantagem” em Cuba se repete no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (5) que figuras políticas no Brasil têm repetido táticas de “chantagem” que eram praticadas pelo governo de Cuba, em desabafo no Twitter. 

Em um post misterioso, Bolsonaro reproduz o suposto trecho de um livro do autor Juan Reináldo Sanchez, “A Vida Secreta de Fidel”, no qual diz que o governo cubano filmava a “intimidade de alvos dignos de interesse”, incluindo a classe política, em relações, inclusive, com menores de idade e em casos de adultério, para depois chantageá-los.

Segundo o presidente da República, este método foi importado para o Brasil. Sem citar nomes, Bolsonaro, que se vê no centro de denúncias de corrupção na compra de vacinas e, conforme revelado pelo UOL, crime de rachadinha da época em que era deputado, alega na publicação que os adversários “vão para cima de filhos, parentes e amigos” quando “nada têm contra o seu alvo principal”.

Como consequência, “determinam buscas e apreensões” indevidas e “decretam prisões arbitrárias”, garante o chefe do Executivo.

A sequência de publicações do presidente indicam que se trata de uma alfinetada no Supremo Tribunal Federal (STF) e envolve a pauta do voto impresso. “Daniel”, a quem Bolsonaro se refere” nos posts, seria o codinome de José Dirceu, que segundo ele estaria fazendo algum tipo de chantagem contra o ministro Luís Roberto Barroso, que se manifestou recentemente contra a mudança do sistema de votação brasileiro.

Confira:

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo