Cotidiano

Bolsonaro cita redução do ICMS e provoca Rui: Lei é federal e vai ter que cumprir

Em discurso na passagem por Salvador durante os festejos do 2 de Julho, neste sábado, o presidente Jair Bolsonaro (PL) destacou os feitos de sua gestão, falou sobre luta entre “o bem e o mal” contra adversários e provocou Rui Costa (PT) e outros governadores do Nordeste que contestam judicialmente o projeto que zera a cobrança do ICMS pelos estados.

“Voces sabem o que todos nós passamos recentemente com essa pandemia que ceifou muitas vidas. Mas sabem também que nós não paramos, fizemos todo o possível para que a economia não parasse e o Brasil se desponta realmente como um país do futuro para todos nós”, disse o mandatário na concentração de apoiadores no bairro da Boca do Rio, após a segunda edição da Motociata da Independência. “Os números da economia vêm mostrando qual é o nosso potencial, mas o grande potencial nosso é o seu povo”, acrescentou.

Afirmando que o país “está progredindo”, Bolsonaro prometeu ainda que os benefícios deste avanço serão estendidos “aos poucos” para toda a população. “O ano que vem vocês sentirão já o benefício da vitória da nossa economia”, assegurou o chefe do Executivo, que concorre à reeleição em outubro contra o ex-presidente Lula (PT).

“Com, honestidade, sem corrupção e com muita vontade nós superamos as questões materiais. Nós sabemos contra quem e o que cada um de nós luta no Brasil. Nós acreditamos em Deus, nós confiamos nos nossos policiais e nos nossos militares, nós defendemos a família brasileira. E esse governo deve lealdade ao seu povo”, disse Bolsonaro, em meio aos recentes escândalos envolvendo denúncias de corrupção no Ministério da Educação e supostos abusos sexuais cometidos pelo ex-presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, contra funcionárias do banco.

Durante o discurso, o presidente voltou a mencionar o episódio da facada sofrida durante as eleições de 2018 ao prometer transformações no país para os próximos anos. “Eu só quero agradecer a Deus, como sempre, mais uma vez, pela minha segunda vida e pela oportunidade, ou melhor, pela missão de estar à frente do Executivo federal”, disse o mandatário, agradecendo também à presença dos motociclistas que, segundo ele, “abrilhantaram” o evento.

Sob gritos de “mito”, Bolsonaro destacou as ações de sua administração que agradam aos condutores de motos. “Vocês sabem que toda a nova concessão de rodovias pelo Brasil, o pedágio será zerado para motociclistas, assim como já zeramos o pedágio da rodovia Presidente Dutra, entre o Rio de Janeiro e Sao Paulo”, prometeu.

“E [quero] dizer a todos agora que estão reclamando dos reajustes nos combustíveis, chegou a hora, depois de um ano de luta, a verdade está aí. O Brasil todo está diminuindo o preço da gasolina, do diesel e do álcool”, disse o presidente após aprovada lei que prevê redução da cobrança do ICMS nos estados, além da controversa PEC dos Combustíveis.

“Lamentamos que reluta ainda governador do Nordeste que entra na Justiça, mas pode ter certeza que também vai baixar, porque a lei é federal e o governador vai ter que cumprir”, disse Bolsonaro, arrancando aplausos da plateia. “Vamos reduzir o preço dos combustíveis em todo Brasil, na Bahia não será diferente. Ninguém manda na Bahia, quem manda na Bahia é o seu povo!”, concluiu, ao som de “fora Rui” dos apoiadores.

Bahia.ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo