Cidades

Bolsonaro acusa Jean Wyllys de heterofobia em avião

BOLSONAROO deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) disse ter se sentido discriminado pelo também deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) nesta terça-feira (7). Por meio de uma publicação na sua página do Facebook, Bolsonaro relatou que ao embarcar em um voo da TAM, que partia do Aeroporto Santos Dumont para Brasília, pediu licença a Wyllys para ocupar o assento 12B. O socialista ocupava a poltrona 12C, ao lado de Bolsonaro. “Surpreendentemente, em clara demonstração de intolerância, preconceito, discriminação e heterofobia o deputado Jean Wyllys levantou-se e acomodou-se em outro assento”, escreveu Bolsonaro. O parlamentar interpretou o ato como heterofobia e pediu “direitos iguais sempre” ao afirmar que, se fosse ele quem tivesse praticado tal atitude, pelo PLC 122/2006, em tramitação no Senado e que criminaliza a homofobia, “estaria sujeito à pena de 1 a 3 anos de reclusão, além da perda do mandato e o fato seria noticiado pela maioria dos telejornais”. (BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo