Notícias

Bolívia não aceita atuação da PF brasileira para destruir plantações de coca

O ministro de governo da Bolívia, Carlos Romero, declarou que o seu país não aceita a atuação da Polícia Federal brasileira em território boliviano para destruir plantações da folha de coca, matéria-prima da cocaína e do crack. Esta semana, a Folha de S. Paulo revelou ação da PF em solo peruano e o objetivo da instituição em conseguir o aval do governo de Evo Morales para fazer o mesmo na Bolívia, país de onde vem 54% da cocaína consumida no Brasil. “Se a solicitação for apresentada [ação da PF em solo boliviano], não a consideraríamos pertinente” afirmou Romero, que ocupa pasta equivalente à da Casa Civil. “Por conta da nossa política de nacionalização da luta antidrogas, não temos permitido a ingerência de organismos externos”, acrescentou. Morales expulsou do país membros da DEA, a agência antidrogas americana. A partir daí, passou a recorrer ao Brasil com maior frequência, porque quer depender menos de verba dos Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo