Notícias

Boca de Lobo: Apontado como ‘cabeça’ do esquema diz que prisão teria ‘cunho político’

O ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Juazeiro e sócio da construtora Real Saneamento, Alberto Martins, preso nesta quinta-feira (5) na operação “Boca de Lobo” da Polícia Federal (PF), afirmou que as acusações contra ele são motivadas por “questões políticas”. “É uma coincidência acontecer isso nas vésperas das eleições. Isso tem motivação política, você não acha?”, indagou, durante uma rápida conversa com o Bahia Notícias, quando chegava ao 3º Batalhão da Polícia Militar da Bahia (3º BPM/Juazeiro). Martins é acusado de ser integrante do esquema que teria fraudado licitações e desviado cerca de R$ 14 milhões de obras do saneamento básico no município. Ele também é apontado como principal beneficiado do esquema. Os advogados do acusado já entraram com um pedido de habeas corpus. Ele segue preso à disposição da Justiça Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo