Slide

Bispo argentino é flagrado com mulher em praia

O Vaticano estuda punir ou forçar a renúncia do bispo argentino Fernando María Bargalló, presidente da instituição religiosa Caritas na América Latina. Ele está no centro de um escândalo envolvendo a divulgação de fotografias e vídeos onde aparece, em um resort de luxo do México, abraçando uma mulher de maneira sensual. O religioso, de 59 anos, pediu perdão pelo gesto e alegou tratar-se “apenas” de uma amiga de infância. Fontes ouvidas pelo jornal argentino  La Nación afirmam que a mulher – uma empresária do ramo de restaurantes do bairro de Belgrano, em Buenos Aires – há meses é amante de Bargalló. A cena, divulgada em jornais da Argentina, mostra o bispo abraçado à mulher – cujo nome não foi revelado – em janeiro de 2011, tomando banho de mar. O religioso passava férias em um resort perto de Puerto Vallarta, no México. Durante entrevista à emissora de TV América 24, Bargalló alegou tratar-se de “uma amiga de infância”. “Praticamente a conheço desde sempre, e as imagens só podem ser explicadas no contexto de uma longa amizade”, disse o bispo. Porém, ele diz reconhecer a “imprudência” de seu comportamento e a “ambiguidade” que as imagens suscitaram. Bargalló pediu “desculpas a quem se sentiu chocado com as cenas” por meio de uma comunicado difundido pela Agencia Informativa Católica Argentina (AICA).

 O La Nación afirma que o clérigo tem uma relação amorosa com a mulher há meses, e que já teria pedido sua demissão antecipada como dirigente pastoral da diocese de Marlo-Moreno, em Buenos Aires, para evitar um escândalo maior. O Vaticano não se manifestou sobre a informação nem decidiu oficialmente que medidas disciplinares ou punitivas tomará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo