BrasilGeral

Biden proíbe investimentos dos EUA em 59 empresas da China

Na quinta-feira 3, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou uma ordem executiva proibindo os norte-americanos de investirem em 59 empresas chinesas. De acordo com a Casa Branca, estas companhias “possibilitam o desenvolvimento e a modernização” do exército chinês e “ameaçam diretamente” a segurança do país.

Na lista constam nomes como Huawei, China Mobile, China Telecommunications, China Unicom e a Hikvision. O documento é uma revisão da ordem executiva assinada em novembro de 2020, durante o governo Trump, que listava 31 empresas chinesas.

“Medidas adicionais são necessárias para lidar com a emergência nacional”, escreveu Biden em uma carta enviada ao Congresso. “Incluindo a ameaça representada pelo complexo militar-industrial da China e seu envolvimento em programas militares, de inteligência e de pesquisa”. O presidente norte-americano afirmou ainda que o “uso de tecnologia de vigilância chinesa para facilitar a repressão ou sérios abusos dos direitos humanos constituem ameaças incomuns e extraordinárias”. A proibição passa a vigorar a partir de 2 de agosto de 2021.

Revista Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo