Cotidiano

Benito Gama teme que corte de verba na educação abra espaço para instituições particulares

BENITO GAMAO deputado federal Benito Gama (PTB) declarou que os cortes feitos pelo governo federal na educação e declarou que eles obrigam reitores a escolher quais as contas que vão ser pagas em cada mês. “O ajuste fiscal é fundamental.
A economia precisa ser ajustada. Agora, com este corte nos recursos elas [Universidades] estão totalmente paralisadas. Isso é um absurdo. A frequência das liberações de recursos para as universidades é fundamental. Não adianta fica liberando recursos de seis em seis meses, de ano em ano.
O importante é que liberação ocorra com frequência todos os meses para que as atividades das universidades sejam atendidas”, disse o parlamentar. De acordo com Gama, as universidades públicas não podem “ficar abandonadas”, pois isso abre espaço para que instituições particulares entrem no mercado.
Além disso, o deputado afirmou estar empenhado na luta em defesa da educação no Congresso Nacional e garantiu que convocará demais parlamentares para a causa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo