Cotidiano

Bebeu demais no carnaval? Veja como combater sintomas da ressaca

FRUTAS  TROPICAISPara muitos foliões, carnaval é sinônimo de noites mal dormidas e agitação. Para eles, é época de enfiar o pé na jaca com direto a muitos litros de cerveja e outras bebidas alcoólicas, que sempre são acompanhados de comidas gordurosas e calóricas. O efeito no corpo é sentido, literalmente, na Quarta-Feira de Cinzas, quando as festas chegam ao fim. Mas é possível minimizar os efeitos da ressaca e se livrar da indisposição, enjoo e dor de cabeça. Por isso, pedimos a especialistas para listar dicas com o objetivo de ajudar na recuperação pós-carnaval. Confira e anote!

Beba muita água
“É preciso se hidratar. Beba pela menos 30mL de água por quilo de peso. Por exemplo, se você pesa 50 quilos, é recomendado beber 1,5 litro de água por dia. Basta fazer uma conta simples, multiplicando o seu peso por 30 (50×30= 1,500 mL)”, explica a nutricionista Raquel Claverie.

Consuma frutas vermelhas
“Ingerir três frutas é fundamental para a recuperação. Coma uma antes de sair de casa, outra na sobremesa e outra antes de dormir. As frutas de cor roxa ou vermelha são as mais indicadas”, indica a nutricionista Sonja Salles.
Chás diuréticos
“Funcionam, mas não é para abusar. Um chá verde feito na hora e a vitamina C ajudam na recuperação”, diz o endocrinologista Flávio Cadegiani.

Alimentos verdes
“A ingestão de brócolis e espinafre ajudam na recuperação. Geralmente, são ricos em vitaminas A e C, em sais minerais como potássio, cálcio, ferro, selênio e cromo, e também têm muitas fibras. Além de aumentar a propriedade antioxidante, ajudam a reduzir o colesterol”, ensina nutricionista Raquel Claverie.

Gengibre
“Pode ser consumido cru, em lascas ou diluído nas bebidas e pratos. Um dos ativos da raiz estimula a secreção do suco gástrico, o que ajuda na proteção do fígado. Também é antiemético, reduzindo os enjoos e as náuseas”, diz Raquel
Pratique exercícios
“As atividade aeróbicas de maior intensidade aceleram a metabolização do corpo, além de liberar endorfina. A atividade física neste momento ajuda a diminuir a ressaca”, afirma Flávio Cadegiani.
Durma mais
“Durante o sono, muitas reações de desintoxicação acontecem no corpo. Por isso, o ideal é dormir pelo menos oito horas por dia”, indica o endocrinologista, da Clínica Corposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo