Cidades

Barrado sem documento, Bolsonaro reclama: ‘Se eu quiser entrar armado aqui, eu entro’

JAIR BOLSONARO - FGVO deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) causou polêmica após ser impedido de entrar na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro.

Leia mais

Jovem é encontrado morto por possível ritual satânico em Alcobaça

Cão é torturado e posto em posição de crucificação, veja vídeo

Quatro são presos acusados de tráfico em Salvador

O parlamentar teria sido barrado por estar sem documento de identidade e ficou revoltado. Após a confusão, sua entrada foi liberada. Segundo a coluna Expresso, da revista Época, Bolsonaro mandou chamar o presidente da instituição, Carlos Ivan Simonsen: “Se eu quiser entrar armado aqui, eu entro”.

Em contato com o colunista, o deputado informou que foi à FGV para resolver questões pessoais. “Eu não estava armado, mas falei que poderia entrar”, confirmou. Bolsonaro confessou, ainda, que às vezes anda armado.  “Eu tenho porte. De vez enquanto ando sim”, disse.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo