Sem categoria

Barbosa pede voto de maneira ‘sóbria’ para Lewandowski

O ministro Joaquim Barbosa interrompeu, nesta quarta-feira (12), a leitura do voto do ministro Ricardo Lewandowski no julgamento do mensalão, para pedir ao colega que apresentasse o voto de maneira “sóbria”. Lewandowski falava aos demais ministros do Supremo sobre a importância de citarem os argumentos da defesa sempre que fizessem referência à tese da acusação, quando foi interrompido por Barbosa. “Leiam o meu voto. Isso é insinuação. Vossa excelência está dizendo: ‘É assim que se faz’. Vamos parar com essa… com esse jogo de intrigas. Faça o seu voto de maneira sóbria”, afirmou Barbosa a Lewandowski. Segundo o ministro, Lewandowski tentou dizer “nas entrelinhas” que ele não respeita o direito de defesa dos réus. “Vossa Excelência está tentando mostrar a heterodoxia nas entrelinhas do seu voto. Quer demonstrar que eu não faço uso do contraditório. Temos estilos diferentes. Digo uma coisa em duas, três linhas, não preciso mais do que isso”. Lewandowski se disse “perplexo” com a fala do colega e negou que tenha feito uma crítica velada ao relator.  “Estou perplexo. Não tenho perdido a oportunidade de elogiar a clareza dos seus votos. Sabe que tenho admiração por Vossa Excelência. Vossa Excelência proferiu um excelente voto. Jamais ousaria insinuar que o voto de vossa excelência seja incompleto”. O ministro Celso Mello e o presidente do STF, Carlos Ayres Britto, interferiram e encerram a discussão. Informações G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo