GeralSaúde

Banheiro de hospital baiano é interditado e obriga paciente a fazer ‘número 2’ no lixo

HOSPITAL - CLÉRISTON ANDRADEMais uma da série “pense num absurdo, na Bahia tem precedente”: o Blog do Velame, de Feira de Santana, denunciou, neste sábado (20), que a realidade não é boa no Hospital Clériston Andrade. Segundo o jornalista, o banheiro da enfermaria estava interditado e os pacientes foram obrigados a passar pelo constrangimento de fazer suas necessidades fisiológicas, inclusive o popular ‘número 2’, em um cesto de lixo. O Metro1 não conseguiu contato com o hospital de Feira nem com a secretaria estadual de Saúde para saber a posição oficial quanto ao constrangimento enfrentado pelos pacientes.

A secretaria de saúde do estado da Bahia enviou comunicado em relação à postagem: 

A diretoria do Hospital Geral Clériston Andrade afirma que a foto publicada não é das dependências do Hospital. Os baldes de lixo obedecem padrão de identificação, a unidade não possui nenhuma porta revestida com material metálico, o piso, a maçaneta da porta e a disposição das divisórias não correspondem a nenhum setor do HGCA.

Cabe ainda informar que não há banheiros interditados na unidade e que o hospital dispõe de sanitários em todas as enfermarias, corredores, tanto para pacientes e acompanhantes como para os funcionários.

 

Um Comentário

  1. A diretoria do Hospital Geral Clériston Andrade afirma que a FOTO PUBLICADA NÃO É DAS DEPENDÊNCIAS DO HOSPITAL. Os baldes de lixo obedecem padrão de identificação, a unidade não possui nenhuma porta revestida com material metálico, o piso, a maçaneta da porta e a disposição das divisórias não correspondem a nenhum setor do HGCA.

    Cabe ainda informar que não há banheiros interditados na unidade e que o hospital dispõe de sanitários em todas as enfermarias, corredores, tanto para pacientes e acompanhantes como para os funcionários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo